ACRÓSTICO DA VONTADE

Vem ver o que eu tenho para te oferecer.
Estímulos de Luz, Sabedoria e Saudade.
Momentos mágicos passados a dois, esquecendo o amanhã.

Comigo e contigo, parando o relógio do atraso e da tarefa,
Ouvindo o som belo de uma qualquer ideia,
Mar salgado ao pôr do sol, numa praia de prazer.
Imensidão de palavras ao acaso
Girando no carrossel da união que
Outrora parecia impossível.

4 comentários:

JF disse...

Qual ave-do-paraíso mostrando exuberante leque de penas, emitindo sons, gritos exultantes à manutenção da espécie. Este é o desígnio de todos os seres vivos que lutam pela sucessão primária, impelidos por um ADN invisível que os arrasta ao negro húmido do prazer.

Nuno Salvacao disse...

Oh João, isto é muito complexo. eu depois respondo...

Abr
Nuno

MG disse...

Que belo e sonante acróstico...

Será a pura inspiração?
Agarraste uma ideia e estás a transformá-la...
Resta saber para onde ir...
Até ao fim do mundo e um pouco mais...

Nuno Salvacao disse...

Minha cara MG... Quando se tem uma inspiração, venha ela de onde vier, os acrósticos produzem-se melhor.

Bonita
Encantadora
Inteligente
Jovial
Ocasional

:)
Nuno