Monogamia

Nem sabes tu meu Amor... como repugno a ideia de conspurcar o sentimento que te tenho com apenas o toque de outra pele feminina no meu corpo. Jamais deixaria que outro peito - por via de umas quaisquer mãos - batesse por ignição ou mera sugestão minha. Seria definitivamente um irremediável sentimento de violação que não pretendo conhecer.
Conheço sim o toque do teu corpo, o bater do teu peito em uníssono com as palavras ternas que proferes a todas as ocasiões do dia. São perfeitas badaladas.
Conheço sim o eriçar da tua pele quando se junta aos meus dedos; aos meus lábios quando procuram o berço percorrendo cada centímetro numa cegueira de luz.
Conheço o som soluçado do teu êxtase e o esquecer momentâneo da respiração enquanto contorces o corpo em taquicardia de prazer.
É só o que preciso de conhecer. É só o que quero viver.  

6 comentários:

jardinsdeLaura disse...

Nuno,
Isso que acabo de ler é tudo o que uma Mulher quer ouvir do seu Homem!Tu sabe-la toda... todinha, meu malandro! ;)

NS disse...

Laura... :)))

Devo confessar que o meu diabretezinho interno sorriu quando leu "todinha, meu malandro!".
Contudo tenho a sublinhar-te que felizmente (ou infelizmente em algumas situações) trata-se de uma realidade.

Beijos,
Nuno

Mário Rodrigues disse...

A ser verdade, e eu acredito porque é possível e conheço o sentimento, fica sempre muito bem a um homem dizê-lo, e também é possível que sem a manha de quem a "sabe toda", porque simplesmente sincero.

Um homem é um homem, um gato é um bicho...

Abraço

NS disse...

Obrigado Mário.
De facto aqui não se trata de "quem a sabe toda" :))).

Abraço e obrigado.
Nuno

Janice Diniz disse...

Fiel e lírico, o caulde da poesia e do homem desejado (pelo menos na ficção). :D

Um abraço brasileiro!

NS disse...

Janice,

Aceito o abraço brasileiro e retribuo com um beijo Português. Espero que gostes.
:)))

Bjs