Sorte, Qualidade e Oportunidade

Uma vez por outra "alguém" rejubila publicamente o seu estado de vida, a sua sorte, num espasmo de felicidade, contentamento e resposta às questões que se lhe vão deparando aqui e ali.
De quando em vez congratula-se a sorte pelos acontecimentos supostamente aleatórios que marcam contundente e positivamente um qualquer estado de alma exteriorizado por arrepios, sorrisos ternos e palavras de aconchego
.
Contudo, parafraseando alguém que respeito, "a sorte acontece quando a qualidade encontra a oportunidade".

Esta máxima não poderia estar mais de acordo com o enquadramento que pretendo imprimir. Se esse alguém tem sorte, não é mais do que pelo simples facto de ser digno de tal. Se esse alguém congratula o acontecimento apelidando-o de sorte, será indubitavelmente pelas qualidades que lhe são inerentes, inatas, e que assinalam a receptividade a que se predispõe aos parâmetros elevados que a sua essência exige.
Não falo conceptualmente de "salpicos de sorte", situações efémeras que em nada estabelecem padrão de coisa alguma. Falo naturalmente de acontecimentos duradouros, prolongados e sustentados só disponíveis a quem esculpiu a sua génese à Luz de uma serenidade superior, espiritualmente elevada e com uma conduta de aprendizagem em nada serôdia.
Não me refiro a um histrião, sem nada de profundo para ofertar aos demais, ausente de elementos que acrescentem valor a quem o rodeia.
Falo de eremitas espirituais, não necessariamente religiosos, que aproximam-se do ermo para se aconchegarem em si próprios, longe do trato confuso do materialismo, carácter predominante da sociedade de consumo. Falo de seres que valorizam o sentir, o Amar, o cuidar.
Falo de ti que encontras o que mereces e não o que a sorte te ofereceu.

4 comentários:

Sybilla "Uma mente Inquieta" disse...

Boa noite. (sorrindo)

Um texto inteligente, com um toque de encanto,mas bem racionalizado...Tudo foi colocado em sua expressão exata.
Parabens.

Sybilla "Uma mente Inquieta" disse...

Boa noite.

Fiquei enamorada da forma que escreve.
Tomo a liberdade de pedir-lhe algo.
Escrevi um post hoje que é igual a todos os outros, pois só escrevo sobre que acredito.
Apreciaria sua opinião particular se quiser dá-la claro.
O meu blog é aberto se cometar la todos lerão.
É um pedido e entenderei sua recusa caso seja esta a resposta, deixo aqui meu pedido pois sei que no seu é fechado você lê antes de aceita-lo.

Grata atenc. Sybilla

NS disse...

Obrigado Sybilla :)

Já estou a seguir o teu blog também.
Beijos,
Nuno

NS disse...

Sybilla :)

Claro que atenderei o teu pedido.
Esclarece apenas qual o post que queres em específico e comentarei com todo o gosto.

Beijos,
Nuno