Portas Entreabertas

As portas mal fechadas estarão sempre entreabertas.

É o eterno Banho-Maria das portas escancaradas,
abertas na realidade...
como um meio-buraco será sempre um buraco.
Umas vezes por insegurança nas vitórias que se alcançaram;
outras por medo das derrotas que se mostraram.
Mas,
fechando a porta em absoluto,
aquela que precede o presente que é vivido,
os passos serão mais seguros,
Mais coerentes e precisos;
O chão é mais sólido,
Os trilhos mais objectivos;
O futuro terá traços mais nítidos e a felicidade mais definida.

As portas bem fechadas não mais serão reabertas.

4 comentários:

Stargazer disse...

Os Mortos não se desenterram, para não virem assombrar os Vivos.

Por isso mesmo é necessário fechar a porta. Portas que ficam com bicos de pés lá dentro, são feridas mal cicatrizadas. à superfície estão fechadas, por dentro infectadas e purulentas.

Há que lhes dar um golpe "clean" de bisturi afiado e deixar o sangue jorrar livremente e a dor dilacerar a carne. E só depois, com o tempo, essa ferida fechará e então sim, chegou-se ao ponto de não retorno.

After the Love has gone é um período difícil, mas absolutamente necessário!

Beijo entreaberto :)

NS disse...

Stargazer... :)))

Gostei mais da tua descrição do que do meu post... eheheh

Obrigado, é isso mesmo.

Bjs,
Nuno

Stargazer disse...

Nuno,

Foi o teu post que inspirou o meu comentário, logo o mérito é teu.

Bom regressar aqui. Estava com saudades de ler com qualidade!

Beijo inspirado(r)

NS disse...

Bom... Se eu não demorasse tanto tempo a responder... :)))

Obrigado pela frase "Estava com saudades de ler com qualidade!"

Beijo,
Nuno