Memórias

Olhei as palavras trocadas a distar a eternidade de nós.
Eram horas de conhecimento como que vertido para dentro de um copo esperando enche-lo.
Eram emoções reduzidas a escrito, brincadeiras de paixão a permitirem existirmos. Onde tudo era azul, onde tudo era perfeito.
Eram o derrubar das barreiras pre-concebidas que procuramos eliminar.
Eram tudo isto e muito mais... Hoje a memória do nascimento de nós...

Nenhum comentário: