MEMÓRIAS SONHADAS

Pára. Recosta-te suavemente. Deita-te em cama tua, confortável que te abraça e aninha.
Ajeita o lençol numa circular em tua defesa de tudo o que é externo e dispensável ao sono.
Agora adormece... Ainda antes, naquele preâmbulo, na fase em que julgas tudo ser possível, invoca em ti o Anjo da Paixão para que traga as memórias de um sentimento recente, belo, protector, teu...
Agora sim, deixa-te levar, rende-te à dormência das pálpebras que pesam a visão real, e sonha. Revive as memórias que o Anjo Branco te mostra.

E ao trazê-las de novo à luz deixa escapar algumas que - como por magia - apanhá-las-ei em sonho meu.

2 comentários:

"Picos" disse...

No sonho tudo é tão mais fácil.

NS disse...

Picos :))

No sonho prevê-se, no sonho dizem-nos, no sonho testamos e na vida concretizamos.

Bjs,
Nuno