VIGÍLIA

Um dia dormes. Nesse dia sonharás. Até agora tudo foi vigília que até à Estrela d'Alva te mostrou o que havia a ser mostrado. Nesse dia notarás a diferença e também tu libertarás asas negras, querida filha do Rei. Se hoje acordas sem saber que acordas, é porque em vigília terás que permanecer até que o sonho distinga a realidade. Nesse dia dormirás, e até à Estrela d'Alva irás repousar. Um dia dormes e quando souberes acordar, a Luz da Janela brilhará de felicidade como até agora não te foi deixado observar. Um dia ajudar-te-ei a dormir.

2 comentários:

Anônimo disse...

Lilian fala do acreditar.

Há um jogo de meninos, é a cabra cega

dentro de um círculo, o menino por vendar

canta-lhe o sossegar mas não sossega.


M.

NS disse...

Acreditar está no tempo
Que as asas levam a montar
Sossega quem fica atento
À Luz que na Janela está a brilhar
Acredita por certo quem
Descobre o certo e o errado
Aqueles que sonhos perseguem
Qual Paladino de espada armado

Nuno